É um recorde histórico!

A compra de leguminosas disparou 335% com o coronavirus. Entre 9 e 15 de Março, as vendas de produtos de grande consumo cresceram 70%

Tanto alimentação embalada como fresca registaram aumentos relevantes. No primeiro caso de 77,5% e no segundo de 51,3%. Nielsen explica em dois factores: as maiores compras em alimentação seca ou de despensa, assim como em produtos de higiene e cuidado pessoal. E o maior número de ocasiões de consumo que se começou a fazer dentro de casa. Ainda que o estado de emergência e as restrições à mobilidade só entraram em vigor no passado dia 19 de Março, nos dias anteriores começaram as recomendações para ficar em casa e teletrabalhar na medida possível.

Por categorías concretas vemos aumentos incríveis na compra de diversos produtos. Tais como a compra de leguminosas secas como lentilhas ou grão-de-bico disparou 335%. Segue arroz e a massa com uma subida de 259% Também cresceram de maneira relevante as sopas e desidratados com 145%, e os óleos 126%.

 

Fontes: La Vanguardia e CincoDías