Cerejas requintadas, mirtilos suculentos e muito mais – estas delícias coloridas do paladar contêm poderosos antioxidantes que podem ajudar a regular o açúcar no sangue.

Fonte: everydayhealth.com

Se tens diabetes, é o momento de aumentar o teu vocabulário dietético.

Lição um: antocianinas. As antocianinas são um poderoso antioxidante – pode reconhecer facilmente os alimentos que os contêm pelas cores intensas, como vermelho, roxo e azul. O seu papel na dieta de pessoas com diabetes está muito evidente. Investigações recentes mostram que os alimentos fortemente pigmentados com anticianinas podem ajudar a diminuir a taxa de produção de açúcar no sangue e ajuda a manter um nível estável de glicose. Apresentamos seis alimentos que deves incluir na lista de compras.

Cerejas ácidas

As anticianinas conferem às cerejas a cor vermelho escuro. Pesquisas da Universidade do Michigan descobriram que o consumo de uma chávena e meia de cerejas congeladas pode aumentar sua atividade antioxidante por cerca de 12 horas, enquanto estudos anteriores mostraram que as cerejas podem reduzir a gordura da barriga relacionada ao diabetes tipo 2 e diminuir risco de doença cardíaca coronária, tornando-o um fruto ideal para diabéticos. Quando for ao supermercado recorde que os especialistas sugerem que as cerejas frescas são ainda melhores – as cerejas congeladas podem perder até 50% das antocianinas.

Feijão preto

A American Diabetes Association recomenda a inclusão de feijão na dieta diabética pelo seu alto teor de fibras – ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis – e fibras. Os antioxidantes do feijão são apenas mais um motivo para torná-lo parte das suas refeições. Ricas em antioxidantes também têm a cor mais rica das antocianinas, principalmente o feijão preto Estes feijões também contêm polifenóis, que previnem as placas e os coágulos de colesterol nos vasos sanguíneos, reduzindo assim os riscos de diabetes relacionados a doenças dos vasos sanguíneos e do coração.

Boysenberries *

As antocianinas são responsáveis pela cor púrpura das Boysenberries *, framboesas e qualquer outra baga dessa cor. O que significa que estas bagas são excelentes para absorver os danos causados pelos radicais livres e boas contra a diabetes A eliminação de radicais livres pode ser medida usando o cálculo chamado ORAC (capacidade de absorção de radicais livres de oxigéio). Vários estudos mostraram que os valores de ORAC para essas bagas estão entre os mais altos de todas as frutas estudadas e, de acordo com a Fundação de Combate ao Diabetes, comer alimentos com alto nível de ORAC pode aumentar os antioxidantes no sangue até 25 % Estas bagas são ricas em vitamina C e têm poucas calorias.

* É uma fruta criada por Rudolph Boysen em Napa, Califórnia. Muito parecido com amoras, é um cruzamento entre amora, framboesa e framboesa de Logan.

Mirtilos

Ser azul é uma boa notícia quando se trata de frutas vermelhas, de acordo com um estudo recente do Centro de Pesquisa Biomédica Pennington em Baton Rouge, Louisiana, e publicado noJournal of NutritionOs investigadores descobriram que pessoas com sobrepeso e com resistência à insulina, uma condição que precede o diabetes, melhoraram sua sensibilidade à insulina e diminuíram o risco de diabetes tipo 2, bebendo smoothies de mirtilo por seis semanas. Isso é algo que qualquer pessoa pode fazer, então inicie o seu liquidificador!

Batata Doce

Batata-doce com pele roxa geralmente possui alto teor de antocianinas. Mas também as mais típicas de cor laranja têm muitos nutrientes. A batata-doce contém fibras, vitaminas e antioxidantes e é um alimento com baixo índice glicémico, ou seja, libera açúcar lentamente na corrente sanguínea. Investigadores da Faculdade de Agricultura da Universidade da Carolina do Norte identificaram uma proteína na batata-doce semelhante ao Caiapo, um suplemento alimentar feito a partir da casca de batata-doce encontrada no Japão. O Caiapo tem sido usado por anos para tratar diabetes. Alguns estudos sugerem que este suplemento poderia ser usado em vez de medicamentos para diminuir o açúcar no sangue e diminuir a resistência à insulina no diabetes tipo 2.

Milho Roxo

Outro acompanhamento e limpador de radicais livres na sua dieta para diabetes é o milho roxo. As antocianinas conferem a esse milho um dos tons mais intensos de roxo em toda a natureza. Vários testes mostram que os antioxidantes contidos no milho roxo são superiores aos encontrados nos mirtilos. Estudos em animais sugerem que os antioxidantes contidos neste milho ajudam a proteger contra obesidade e diabetes. Na próxima vez que desejar aperitivos de milho, esqueça os brancos e amarelos e escolha os roxos – verifique se eles estão assados e não fritos.